Boletim - Fevereiro 2020

 

DESTAQUE


Evento discute avanços e tecnologias para uma "Cidade Inteligente"

Em 2020, o debate "Cidades Inteligentes: Eficiência Energética e Hídrica", a ser realizado pela Fundação Energia e Saneamento, chega no momento em que a sociedade discute vigorosamente a possibilidade de um futuro sustentável na prática. O evento acontece no dia 31 de março, às 9 horas, no teatro do Sesc Bom Retiro (Alameda Nothmann, 185, Campos Elíseos), e tem como objetivo anunciar os avanços, desafios e oportunidades de negócio em torno do tema.

O encontro reunirá importantes atores da sociedade civil e do poder público para um debate aprofundado sobre a eficiência energética e hídrica na construção de cidades mais inteligentes, humanas e sustentáveis, além do compartilhamento de experiências na relação público-privado. A entrada é gratuita e interessados podem se inscrever pelo formulário online, pois as vagas são limitadas.

"A demanda crescente do consumo de água e energia nos faz refletir sobre como o desenvolvimento de pesquisas, as inovações tecnológicas e os projetos desenvolvidos por empresas que investem em soluções no setor podem ajudar a vencer desafios da nossa cidade, e diminuir os efeitos nocivos ao meio ambiente. Nossa iniciativa, de integrar diversos atores da sociedade sobre o tema, vai permitir iluminar novas soluções, promovendo assim o bem-estar social da comunidade", comenta Renato Diniz, presidente da Fundação Energia e Saneamento.

Na ocasião, a Fundação Energia e Saneamento, que completa 22 anos em março, aproveita para anunciar o seu novo posicionamento estratégico com a realização de uma exposição comemorativa no Museu da Energia de São Paulo. A mostra irá apresentar o impacto da Fundação em mais de duas décadas de atuação nos setores de educação e cultura. Ao final do evento, os participantes serão convidados para a abertura da exposição inédita.

 

ACERVO




Clippings históricos revelam debates na sociedade acerca da estiagem e falta de energia nos anos 1950.

 


Volta do lampião e chuva artificial: a crise hídrica dos anos 1950

Em fase final, o projeto de catalogação e digitalização de clippings históricos do acervo da Fundação Energia e Saneamento - são mais de 800 mil recortes de jornais brasileiros, de 1900 a 1997 - vem trazendo à tona a potencialidade da documentação para o estudo de questões tão contemporâneas como as crises hídricas e o desenvolvimento de tecnologias para o uso mais eficiente da energia elétrica.

A crise hídrica de 1950, no eixo Rio-São Paulo, por exemplo, foi uma das piores e mais bem documentadas nos álbuns de clippings da antiga companhia de energia Light. "O impacto da estiagem trouxe consequências não somente ao abastecimento de água, mas também no fornecimento de energia e, consequentemente, no desenvolvimento industrial brasileiro. É a partir desse período que há uma preocupação mais efetiva com o planejamento energético nacional, com a criação e organização do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) em São Paulo, por exemplo", explica Tatiane Ishikawa, catalogadora do projeto.

Outro impacto amplamente noticiado nos jornais foi a forma que a falta de energia atingiu o cotidiano da população, como a volta do uso de lampiões pelos moradores do Rio de Janeiro. "Nesse momento, o corte de luz passa a ser usado na expulsão de inquilinos de imóveis, como também surgem estudos sobre chuva artificial, uso em escala industrial de usinas atômicas e outras fontes de energia alternativas como a eólica", comenta Rubens Magalhães, catalogador do projeto.

Os trabalhos estão sendo executados por meio da premiação no Edital de Apoio à Digitalização de Acervos da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo. Informações para consulta ao material podem ser obtidas pelo e-mail pesquisa@energiaesaneamento.org.br.


 

REDE MUSEU DA ENERGIA

O Carnaval ainda não acabou!

Neste sábado, 29/2, acontecem duas ações de pós-Carnaval: o Museu da Energia de Salesópolis realiza a "Folia da Energia", com música ao vivo, oficina, comidas e bebidas, e a unidade de São Paulo promove o baile "Unidos do Museu da Energia". As ações são gratuitas.

Dia Internacional da Mulher

Na véspera do Dia Internacional da Mulher, 7 de março, às 14 horas, o Museu da Energia de São Paulo promove a visita temática "As mulheres do casarão", em um roteiro que aborda as figuras femininas que viveram no palacete oitocentista que abriga o Museu da Energia, nos Campos Elíseos.

DEU NA MÍDIA

Museu da Energia de SP é destaque no Antena Paulista

Até março, ainda dá tempo de conferir a exposição "São Paulo pelas lentes de Gaensly", no Museu da Energia de São Paulo. A mostra foi destaque no programa Antena Paulista, da TV Globo. Confira aqui.



Corpo Editorial:  Isabel Felix e Mariana de Andrade
Apoio à pesquisa: Danieli Giovanini e Maria Fernanda Mendes e Freitas
Webdesign: Fernando de Sousa Lima

Copyright © 2020 Fundação Energia e Saneamento. Todos os direitos reservados.
As imagens sem identificação pertencem ao acervo da Fundação Energia e Saneamento.


Política Anti-SPAM: Em respeito a você, caso não queira mais receber nossas Mensagens
Eletrônicas clique aqui  e envie um e-mail com a palavra REMOVER.

Contato: comunicacao@energiaesaneamento.org.br


Fundação Energia e Saneamento Alameda Cleveland, 601 - Campos Elíseos - 01218-000 - São Paulo - Tel.: (11) 3224-1499 Desenvolvido por: Memoria Web