Dia da Energia é comemorado com e-book inédito “Nas Linhas da Energia”

001

Recém-lançado pela Organização das Nações Unidas (ONU), o relatório "Estado do Clima" revelou recordes alarmantes atingidos na Terra em 2021, como o aumento do nível do mar, o aquecimento dos oceanos e a concentração de gases de efeito estufa. Na divulgação do documento, o secretário-geral das Nações Unidas António Guterres destacou como o sistema energético global carrega vários problemas, entre eles o uso dos combustíveis fósseis. O aumento do preço da energia com a guerra na Ucrânia é outro aviso. O único futuro sustentável possível, de combate a eventos climáticos extremos, trata-se de um futuro renovável. 

O alerta da ONU não poderia vir em um mês mais apropriado: em 29 de maio, celebra-se o Dia Mundial da Energia. Mas, e no Brasil? Como caminhamos em relação à limitação de exploração de combustíveis fósseis, não renováveis? E entre as renováveis, como o país tem avançado nos investimentos a fontes como a biomassa, e na geração de energia solar e eólica?

Para marcar esta data importante, o Setor Educativo dos Museus da Energia, que tem como propósito inspirar pessoas sobre o valor da água e da energia para a vida, produziu um material destinado ao público escolar, e também a interessados em geral, abordando a matriz energética, que corresponde ao conjunto de fontes de energia disponíveis em um país, região ou estado, para a locomoção por meios de transporte e para gerar eletricidade.

As pesquisas foram estruturadas a partir de pautas históricas e contemporâneas relacionadas às fontes de energia, contexto energético mundial e nacional e desenvolvimento sustentável. Além disso, o caderno foi atrelado à Base Nacional Comum Curricular, a BNCC, apresentando propostas de uso dos conteúdos em sala de aula. 

"Acesse aqui o caderno educativo!"

Fundação Energia e Saneamento Alameda Cleveland, 601 - Campos Elíseos - 01218-000 - São Paulo - Tel.: (11) 3224-1489 Desenvolvido por: Memoria Web