Projeto de mobilização comunitária no Vale do Paraíba inspira pessoas sobre o valor da água para a vida

A água é um dos principais elementos que sustentam a nossa vida na Terra, assim como de todo o ecossistema. O seu uso é importante tanto para hidratação, como para a prevenção de doenças, já que o simples ato de lavar as mãos já pode nos proteger de diversas enfermidades. Como forma de refletir sobre esse recurso e envolver o munícipe de Piquete, no Vale do Paraíba, em uma mobilização comunitária sobre a utilização racional, a Fundação Energia e Saneamento executa, no primeiro semestre de 2022, o projeto "No Movimento das Águas".

A iniciativa, aberta à população, irá selecionar um grupo de 25 pessoas na participação de oficinas que abordam de forma teórica e prática, culminando na implantação de uma tecnologia ambiental, com baixo custo, relacionada ao uso da água, a ser instalada em um local escolhido pela comunidade. Ao final, o projeto ainda contempla a produção de um minidocumentário sobre o recurso hídrico como patrimônio cultural de Piquete, com o depoimento de personagens locais.

"A ação visa conscientizar sobre o valor da água para as nossas vidas e, a partir de um movimento de sensibilização e geração de conhecimento, despertar uma reflexão na comunidade a respeito do seu papel autônomo, na busca por soluções envolvendo o tema dos recursos hídricos. O objetivo é pensar no histórico e atual, mas também em como as cidades do futuro e as próximas gerações irão se beneficiar pelo uso responsável desse bem", explica Rita Martins, diretora executiva da Fundação Energia e Saneamento.

A ação será viabilizada pelo Edital de Projetos Socioambientais da companhia Iguá Saneamento, uma das maiores empresas de saneamento do Brasil, por meio de sua operação Águas Piquete. De acordo com o diretor geral da unidade, Mateus Banaco, o intuito é incentivar projetos que estimulem o desenvolvimento socioambiental na cidade.

"Realizamos desde 2010 atividades de melhoria na distribuição e qualidade da água, em Piquete. Além das ações operacionais, entendemos que investir em projetos que contribuam com o consumo consciente e educação ambiental são métricas importantes para formar cidadãos mais responsáveis e colaborar para a manutenção dos recursos naturais", disse Banaco.   

A primeira edição está em fase inicial, com a mobilização de participantes, diagnóstico da comunidade e pesquisa histórica sobre as águas do território. As oficinas, divididas em uma parte teórica e outra prática, estão programadas para execução no mês de março, em razão do Dia Mundial da Água, comemorado em 22/03. 

Régua Movimento das águas
Fundação Energia e Saneamento Alameda Cleveland, 601 - Campos Elíseos - 01218-000 - São Paulo - Tel.: (11) 3224-1489 Desenvolvido por: Memoria Web